Segmento

Veja também

Artigo

WSJ ECO:nomics - resumo da conferência

09 de março de 2009

Por Environmental Leader

 

 

A ECO:nomics, conferência que ocorreu de 4 a 6 de março no The Wall Street Journal em Santa Barbara, Califórnia, gerou muita discussão.

 

A seguir os melhores momentos do evento:

 

O CEO da Ford, Alan Mulally, admitiu que sua empresa ainda tem muito trabalho a fazer para recuperar seus clientes. Ele disse que os veículos Ford passarão a carros leves, em vez de caminhonetes e SUVs, em resposta à alta de preços da energia e à demanda de consumo. Neste vídeo é possível conferir o video de sua entrevista.

 

A Autonation Inc., uma concessionária aberta de automóveis, comprará apenas 60% dos veículos novos que usualmente adquire até que verifique uma melhora no mercado americano, segundo seu CEO Mike Jackson, de acordo com a Reuters.

 

O CEO da Google, Eric Schmidt, rebateu as críticas ao plano nacional de energia de sua empresa, dizendo que custará US$ 3,5 trilhões em 22 anos e deve poupar US$ 4,4 trilhões, o que terá um impacto direto nos resultados. Veja o vídeo aqui.

 

Sem relação com o meio-ambiente, Schmidt gerou alguma controvérsia quando debochou do Twitter como sendo um “email de pobre”.

 

Um tema maior que prepassou toda a conferência foi de constatar e a eficiência energética poderá resolver os problemas de abastecimento do país, de acordo com este blog.

As indústrias americanas devem retroalimentar suas plantas de carvão, a fim de capturar as emissões de gases do efeito estufa, e deixá-las mais renováveis, nuclear e outras fontes limpas devem ser adicionadas, disse Michael Morris, presidente da American Electric Power Co Inc., em entrevista  à Reuters.

 

Bjorn Lomborg, o autor dinamarquês de “The Skeptical Environmentalist (O Ambientalismo Cético),” insistiu que as pessoas devem emprenhar-se em salvar o Mundo.

 

Os participantes do evento receberammochilas amigáveis ambientalmente e com energia solar.

 

 

 


<< Voltar  
 
Eber Bio2